segunda-feira, julho 28

under the dome: inside version


da série "outra vez, séries".

ter o nome de stephen king associado a um filme é praticamente certeza de bilheteira. ele é o tipo de escritor que sempre tem audiência, e mesmo adaptado para outra linguagem - telona ou telinha - ele garante diversão. existem clássicos, claro, como o iluminado e o nevoeiro [que, para mim, é um clássico, embora recente]. existem fracassos, mas deles não quero falar.

venho por meia deste comentar o maravilhoso, o espetacular, o enigmático, o magnâni... enfim, você entendeu, o demais-pra-caramba under the dome, seriado que está na segunda temporada e tem entre os roteiristas, oh-my-god, o sr. king.

um infeliz belo dia, aparece uma redoma em volta de uma cidade chamada chester's mill, sem qualquer código de barras que indicasse a origem, a intenção e o modus operandi do sistema de autodestruição. ora amiga daquela cidade bucólica dos estados unidos, ora inimiga perversa, essa redoma é o o palco perfeito de muita gente louca junta no mesmo lugar.

praticamente sem nome realmente famoso, fora o stephen king, o seriado prende muito pelo suspense, mas, ao contrário de lost e outros que erraram por guardar segredos, o roteiro vai entregando algumas respostas, quase sempre acompanhadas, mediante mais cinquenta centavos, de um combo onde a resposta vem com mais cinco perguntas grátis.

vale muito a pena.

Nenhum comentário: